Apresentação

terça-feira, 27 de setembro de 2016

Convidados - Mário Sève


Mário Sève


Saxofonista, flautista, compositor e arranjador, é integrante e fundador dos quintetos NÓ EM PINGO D´ÁGUA e AQUARELA CARIOCA, com os quais gravou 13 discos, recebeu muitos prêmios e realizou diversas turnês internacionais, incluindo FESTIVAL DE MONTREUX (Suíça, 1994). Integra há 20 anos o grupo de PAULINHO DA VIOLA, de quem é parceiro em choros e com quem gravou quatro cds, dois dvds e realizou muitas turnês nacionais e internacionais, incluindo a apresentação no CARNIEGE HALL (NY, 2012). Foi o primeiro diretor artístico do CENTRO DE REFERÊNCIA DA MÚSICA CARIOCA (RJ, 2007 a 2009). Produziu e dirigiu o festival IOCHORO (RJ, 2000 a 2004). Foi diretor musical e idealizador nos Centros Culturais do Banco do Brasil dos ciclos: MP, A e B — Argentina e Brasil (RJ, 2011), ENCONTROS VIRTUAIS (RJ/DF, 2015), A PAIXÃO SEGUNDO CATULO — um olhar sobre a modinha e a canção brasileira (RJ/BH, 2016). 
Tem ministrado cursos e oficinas musicais pelo Brasil e exterior, incluindo Festival de Itajaí (SC, 2002/2003), Festival de Inverno de Domingo Martins (ES, 2000/2005), Festival de Música de Curitiba (PR, 2009), Encontro de Saxofonistas — Tatuí (SP, 2012), Universidades de Miami, Notre Dame e Chicago (USA, 2004), e Indiana State e Kentucky (USA, 2005) etc. Participou do Festival International de Música de Morelia (México, 2005), do Festival de Choro de Paris e Marselha (França, 2005), do Festival de Lusofonia (Macau–China, 2010), do III Encontro Ibero Americano de Cultura (Santiago do Chile, 1993), do Summer Stage (Central Park–NY, 1994), do Free Jazz Festival (RJ, 1989 e 1990) etc. 
É doutorando e mestre — com a pesquisa FRASEADO DO CHORO (2015) — pela Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (UNIRIO), com artigos publicados em congressos, simpósios e revistas. Escreveu o livro VOCABULÁRIO DO CHORO (1999) e coordenou os SONGBOOKs CHORO (2007/2011) e os livros–CDs CHORO DUETOS – ‘Pixinguinha e Benedito Lacerda’. Gravou os CDs BACH & PIXINGUINHA (2001), com Marcelo Fagerlande, CHOROS, POR QUE SAX? (2004), com Daniela Spielmann, PIXINGUINHA + BENEDITO (2005), com David Ganc, o autoral CASA DE TODO MUNDO (2007), e o CD CANCIÓN NECESARIA (2011) e o DVD SAMBA ERRANTE (2016), estes com suas composições junto à cantora argentina Cecilia Stanzione. É parceiro em canções de Chico César, Geraldo Carneiro, Carlo Rennó, Guilherme Wisnik, Mauro Aguiar, Edu Krieger, Pedro Luís e Sérgio Natureza e tem obras gravadas por Monica Salmaso, Roberta Sá, Carol Saboya e Clara Sandroni, entre outros. Atuou como instrumentista ao lado de Ney Matogrosso, Alceu Valença, Ivone Lara, Geraldo Azevedo, Guinga, Toquinho, Ivan Lins, Leila Pinheiro, Zeca Pagodinho, Moraes Moreira e diversos artistas da MPB.

Nenhum comentário:

Postar um comentário